domingo, 21 de novembro de 2010

21 de Novembro (...)

Longe de um momento mas ao alcance de qualquer gesto, sem vontade mas com força suficiente para prosseguir sem ressentimento.
Há sempre momentos em que o mundo para para nos olhar, e nesses momentos a vida parece mais curta que imaginávamos.
Nesses momentos em que nos sentimos demasiado pequenos e frágeis, ainda que o sejamos mesmo, há sempre uma força, uma vontade, um guia. Por muito fracos que estejamos há sempre quem acredite na pouca força que temos.
Pois afinal, a esperança será sempre a última a perder forças.
E se tal acontecer, a humanidade não terá mais nome.
E o ciclo da vida é infinito, se há aqueles que se sentem fracos a vida inteira sem saberem o quão fortes são, há aqueles que morrem na ignorância de uma força insistente sustentada pelo egoísmo do poder.
 
Enfim, a vida já não é vida.

Sem comentários:

Enviar um comentário

"Tudo o que escrevo não está escrito em livro algum senão no meu, tudo o que sinto não é sentido por mais pessoa senão a minha. Um obrigado do fundo do coração a todos aqueles que fazem deste sonho uma realidade." Bianca D'Sousa