domingo, 13 de junho de 2010

Desconserto da Alma

É morrer no deserto afogado na areia e pintar com palavras numa tela furada o teu nome em suspiros;
É ser ninguém com nome completo e fugir da sombra com o medo no bolso;
É estar na memoria de todos como algo esquecido e viajar de boca em boca num mundo de cegos;
É cair sobre as nuvens num céu incerto e chegar ao céu com as asas queimadas,
Enfim ...

É o desconserto da alma fingida sendo eu mesma em qualquer parte.

1 comentário:

  1. Qem diria que a Senhorita Bianca,conseguia com simples palavras comover'me! 8D
    o qe tu escreves é sentido e bom de se Ler! Continua qe vais muito muito longe...
    Daqi a uns anos estou numa enorme fila a espera de um autografo teu, no livro qe escreveste!xD

    ResponderEliminar

"Tudo o que escrevo não está escrito em livro algum senão no meu, tudo o que sinto não é sentido por mais pessoa senão a minha. Um obrigado do fundo do coração a todos aqueles que fazem deste sonho uma realidade." Bianca D'Sousa