quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Memórias de uma Dama

De acordo com tudo o que ficou para trás, a vida seguirá piorando.
Os dias parecem encolher e as noites somente trazem à tona as memórias que, cobertas de mágoa, corrompem a postura de uma dama.
Lembro-me, com perfeita clareza, dos passeios de bicicleta pelos terrenos despovoados. Hoje, em lugar dos mesmos impõem-se, cada vez mais, as grandes infira-estruturas. A meu parecer, o mundo está perdido.
O homem contribui diariamente para a sua auto-destruição. Faz tempo que não sinto o verdadeiro perfume das flores caseiras que, um dia, fizeram parte da vivenda (numa jarra ao pé da lareira).
O que de pior se trata são os valores. A dignidade atingiu uma nova definição - impura e incorrecta. (Mas aceite pela maioria) .
Não há muito para dizer, (corrijo) não há muito que deva ser dito.
*A Ignorância faz do ser humano alguém mais digno de viver. Tal como uma criança.
A criança que um dia eu fui. A criança que já morreu.



 
P.S. Deixo tudo o que herdei ao vento.

1 comentário:

  1. Adorei os teus textos :-)

    Vi os atravéz do teu facebook apesar de não ser tua amiga, vi atravéz do Leandro Salvador fazes bem em divulgar porque tu fazes com que se pense na vida.

    Muito bom

    Carla Ferreira

    ResponderEliminar

"Tudo o que escrevo não está escrito em livro algum senão no meu, tudo o que sinto não é sentido por mais pessoa senão a minha. Um obrigado do fundo do coração a todos aqueles que fazem deste sonho uma realidade." Bianca D'Sousa