segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Sophia de Mello Breyner

Num deserto sem Agua
Numa noite sem lua
Num país sem nome
Ou numa terra nua

Por maior que seja o desespero
Nenhuma ausência é tão funda como a tua .



('=